Notícias

O futuro dos games

pokemon-goRecentemente o CEO da Konami, Hideki Hayakawa, afirmou em uma entrevista que o futuro dos games estará nos jogos de celular.  Em paralelo a isso vemos famosas produtoras de jogos, principalmente do Oriente, com cada vez menos títulos. Estamos vivendo uma crise no mundo dos games ou uma mudança de mercado?

Na minha opinião trata-se de uma mudança do mercado de games. Segundo relatório da Global Games até 2017,  60% do faturamento da indústria será obtido pelos jogos lançados para o celular. Provavelmente esse faturamento não será de grandes produções. Em 2014, a lista top 5 de games mais baixados para o Android no Brasil era composta por jogos simples como: Pou e My Talking Tom.

O que todos esses indicadores podem estar nos dizendo? Para mim, duas coisas: a portabilidade dos games para a plataforma móvel dos celulares e tablets bem como uma descentralização da indústria de games, antes formada por gigantes, mas agora também por várias pequenas e médias empresas. Em relação a portabilidade empresas como a Sega, Capcom e Konami já parecem concentrar a maior parte dos seus esforços em games para a plataforma móvel. A Nintendo, por sua vez, dizem estar trabalhando em um plataforma própria de games, e anunciou recentemente com um grande estardalhaço o jogo Pokemon GO que, pelo menos no vídeo promocional, promete uma revolução quanto a uso da realidade virtual em jogos para celulares. Em relação a descentralização da indústria acho que apenas o tempo dirá se será boa por promover maior diversidade e originalidade ou ruim por produção de muitos jogos, mas com a maioria de qualidade duvidosa.

Com tudo isso os videogames do futuro sairão de nossas salas e quartos para estarem em nossos bolsos? O que vocês acham? Comentem!

Abraços e aqui o link do vídeo promocional do jogo Pokemon GO, para quem ficou curioso e ainda não viu.

Fontes:

http://www.mobilegamer.com.br/2015/05/konami-o-futuro-dos-games-esta-nos-jogos-de-celular.html

http://www.arnolds.com.br/crise-da-nintendo-e-das-produtoras-de-games-japonesas/

http://www.tecmundo.com.br/video-game-e-jogos/58852-celulares-industria-games-chegar-us-100-bilhoes-2017.htm

http://g1.globo.com/tecnologia/games/noticia/2014/12/jogos-simples-sao-os-mais-baixados-para-celular-no-brasil-em-2014-veja.html

http://www.engadget.com/2015/09/10/pokemon-go-android-ios-niantic/

Anúncios

Concorrência desleal?

isso-ai-650x285Estamos acompanhando nas últimas semanas uma discussão aqui no Brasil por meio da imprensa envolvendo operadoras de tv a cabo e de telecomunicações contra dois serviços populares como o Netflix e o Whatsapp. O pivô dessa discussão: a insinuação por parte das operadoras de concorrência desleal por parte dos serviços citados.


Não irei entrar no mérito aqui sobre se esses serviços estão ou não regularizados ou mesmo se estão pagando todos os impostos devidos em comparação aos seus concorrentes, as tradicionais operadoras, mas sim a motivação por trás dessa manifestação. Será que a questão não seria o diferencial competitivo que as empresas Netflix e Facebook (Whatsapp) apresentam e que ameaçam o mercado e estabilidade desses tradicionais serviços?

A Netflix anunciou recentemente o tamanho da sua base de clientes aqui no Brasil. Fazendo-se uma conta simples baseado no valor mensal da assinatura seu faturamento já pode estar, só aqui, em 500 milhões de reais. Número maior de redes como Bandeirantes e Rede Tv . Em relação ao Whatsapp o Facebook já procura novos planos para rentabilizar uma base de clientes de mais de meio bilhão. O que explica todo esse sucesso? Serviços de qualidade, que atendem a necessidade das pessoas e que são oferecidos a um preço acessível.

A estratégia de ataque das operadoras no Brasil parece objetivar somente o aumento do custo e o eventual repasse dos custos aos consumidores finais. Na minha opinião ela não é correta. Estão esquecendo de um detalhe fundamental: o cliente. Se querem realmente mudar o curso na disputa com esses serviços as operadoras deverão planejar, pesquisar e implementar estratégias para fidelização ou mesmo a conquista de novos clientes. Não acho que o aumento de custos do Netflix e do Whatsapp tenham algum tipo de impacto significativo para eles pois muitos irão permanecer por outros dois fatores que tornam eles únicos no mercado: a qualidade e o atendimento aos nossos desejos. O sentimento ainda será de um preço justo.

Qual a opinião de vocês sobre o tema? Comentem e até o próximo post.

Um concerto em comemoração aos 20 anos de Chrono Trigger

Hoje faremos um post um pouco diferente do padrão que vocês estão acostumados.  Invés de discutirmos sobre algum assunto vou presenteá-los com vídeos de um ótimo evento que fui na semana passada na Unesp e ainda gratuito: um concerto do game Chrono Trigger em comemoração aos 20 anos de seu lançamento.

E por que um concerto para comemorar os 20 anos do game? Mesmo com a limitação dos chips da época os compositores conseguiram criar uma verdadeira obra de arte que é considerada até os dias de hoje como uma das melhores trilhas sonoras de games de todos os tempos. Naquele tempo os produtores faziam realmente mágica com todas as limitações e davam alma aos seus jogos o que, para mim, é bem raro nos jogos atuais. Bom, vamos deixar de blá blá blá e curtir esse show nostálgico.

Um agradecimento em especial aos amigos Thiago Emílio e Luciano Torquato por esses vídeos.